terça-feira, 21 de agosto de 2012

Casa de Rui Barbosa

Ciao!

Eu moro em frente à Casa de Rui Barbosa e, até hoje, só conhecia seus jardins, mas nunca havia entrado  na casa/museu. É impressionante o que se aprende simplesmente passeando por uma casa antiga assim, ainda mais esta, cheia de histórias e tão bem cuidada.

Antigamente, as residências eram espaçosas e funcionais, nada como as de hoje, apertadinhas, umas em cima das outras, sem nenhum conceito. Havia sala de almoço e sala de jantar. Havia sala de música! O quarto das crianças era próximo à criadagem, as crianças eram consideradas da mesma forma que a criadagem, ou seja, "nada". Não que isto seja um comportamento louvável, mas era um conceito que se seguia na época.

A quantidade de bibliotecas que a casa possui é invejável, com paredes guardando estantes de ponta a ponta e, nestas, livros do chão ao teto. Mobiliário belíssimo que apresentava, também, mesas e cadeiras de igual beleza. É sair de uma biblioteca e entrar em outra, umas maiores, outras menores, mas o mesmo estilo : muitas estantes, livros, mesas e cadeiras, um prato cheio para quem admira o charme das casas e da mobília do passado.

Em uma parte do jardim, há um lago com um pequeno gazebo cujo chão, em parte, era composto de vidro grosso e por onde, imagino, era possível ver os peixes que passavam por baixo. Atualmente, está exposto neste gazebo o Projeto O Prazer do Percurso – Um Passeio pela PaisagemHistórica de Botafogo, propmovido pela Fundação Casa de Rui Barbosa para assinalar os 200 anos da chegada da família imperial ao Rio de Janeiro (1808-2008).

Foi passeando por lá que aprendi que o nome do bairro, Botafogo, é originado de João Pereira de Souza Botafogo, antigo proprietário de uma fazenda que ia da Praia de Botafogo até a Rua São Clemente. Mais informações em http://www.amabotafogo.org.br/origem.asp

Imperdível 1: a garagem da casa e seus carros antigos;
Imperdível 2: o café expresso com bolo de cenoura no Café Cristóvão.

É interessante fazer uma visita virtual à casa, no próprio site, onde é possível conhecer a história da casa, a relação das peças importantes e outros detalhes. Assim, pode-se dispensar os headphones já que, nem sempre, a visita é guiada, mas sim, acompanhada por um guarda.

O jardim funciona diariamente das 8 às 18h e, o museu, de 3ª a 6ª feira, das 10 às 18h, e aos sábados, domingos e feriados das 14 às 18h. O ingresso custa R$ 2,00.
Seguem algumas fotos :

Rui Barbosa
Quarto
Detalhe da Mesa de Cabeceira
Chaise
Cadeira de Balanço
Escrivaninha
Relógio de Parede
Benz
Vitória
Landô
Cupê
Ciao!

Nenhum comentário: