sexta-feira, 2 de julho de 2010

Copa do Mundo : Termômetro de Estabilidade?

Ciao!

Não falei que em matéria de bolão eu sou uma negação? Acertei o placar, mas errei o resultado e nós, brazucas, demos adeus à Copa. Ciao, Ciao, Brasile!

Há que se fazer uma reflexão : de certa forma, é bom o país não precisar mais ter que ser campeão para desviar a atenção da população das mazelas da vida tupiniquim. Hoje, perder a Copa do Mundo não é mais uma tragédia nacional, como seria se não nos sagrássemos campeões nos EUA. Já lá se vão dezesseis anos. Desde então, já fomos campeões mais uma vez, somos os maiores campeões da FIFA, a economia do país estabilizou-se, passou por crises mundias, ganhou força. Nosso país é destaque no cenário mundial por seu desenvolvimento e sua liderança, por sua estabilidade e seus projetos sociais.
.
O Brasil é imenso, e imensa é a dificuldade de se governá-lo. Mas é bom saber que as coisas melhoraram e muito, e que amanhã será apenas mais um dia, um dia normal, brasileiro. Vamos todos acordar e torcer contra a Argentina!

Ciao!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

A Esfera Emocional

No centro de uma esfera, estava ele. Ele estava exatamente no centro da esfera e, para onde quer que olhasse, via janelas. Por toda a esfera, janelas. Janelas seladas, simplesmente fechadas, algumas abertas.

Ficou parado ali por horas, talvez dias, olhando, examinando. Percebeu que as janelas seladas representavam as experiências que ele ainda não havia vivido; as janelas simplesmente fechadas, pelo que notou, continham passagens para experiências boas e que haviam sido concluídas, encerradas, e também para experiências ruins, do mesmo modo findas; por fim, havia as janelas abertas, das experiências que ainda estavam acontecendo, algumas em avaliação e outras definitivamente aprovadas e, por alguma razão, prolongadas.

Não se orgulhou de muitas das janelas abertas e se perguntou se não estaria expondo demais suas janelas aos olhos do mundo exterior. Foi então que descobriu que, por fora da esfera, havia uma cortina que cobria as janelas. Quem estava de fora da esfera não sabia quais janelas estavam seladas, simplesmente fechadas ou abertas.

Teve vontade de observar sob as cortinas das outras esferas, queria saber se havia outros iguais a ele, com tantas janelas abertas. E se a maioria das janelas dos outros estivesse selada? Se apenas um pequeno grupo mantivesse algumas fechadas, como águas passadas? Ainda assim, haveria um gueto, reservado para a escória, onde resistiriam aqueles cujas esferas eram antros experimentais?

Vamo que vamo!

Ciao!

A final da Copa é só em 11 de Julho, mas amanhã vamos poder mostrar se merecemos estar lá neste dia. Jogo com a Holanda é que nem clássico, não importa a divisão, a situação na tabela, o ranking da FIFA, a escrita, enfim, clássico é clássico. E com a Holanda é sempre pedreira!

Nossa defesa é boa, mas nosso ataque é ainda melhor. Só que tem que estar inspirado, o meio-campo tem que criar e o Brasil tem que ir pra frente. Nada de estudar o adversário, que o Brasil é que precisa ser estudado.

Pelo pouco que vi dos jogos da Holanda, acho que eles vão respeitar muito mais o nosso time, a nossa tradição, do que o contrário. Temos evoluído ao longo do torneio. Penso que vai dar Brasil, 2x1 sofrido!

Agora, independentemente do resultado de amanhã, jogo imperdível será o deste Sábado : Argentina e Alemanha. Acho que os hermanos vão para casa mais cedo : 2 x 2 e Alemanha nos pênaltis!!

Boa sorte para todos nós e paz para o Mundo!

Ciao!