domingo, 4 de setembro de 2011

O Blip está fora!

Ciao!

Desde 27/8 não consigo executar músicas no Blip.Fm. Achei que pudesse ser alguma incompatibilidade com o browser, pois os links no meu blog ainda funcionavam, bem como o BoomBox no iPhone. Hoje, como percebi que o problema persistia, resolvi ler o blog do site e percebi que estão com problemas para o player executar as músicas.

Para as atividades normais, como blipar músicas, o site só está funcionando para vídeos e não há previsão de retorno. Driblando os problemas, no entanto, é possível buscar as músicas pela url, encontrá-las no xml e publicá-las como um link. Veja como:
  1. Para procurar "Austin Powers" com a música "BBC", digite na url do browser "http://blip.fm/listen/Austin+Powers::BBC"
  2. Procure na lista de resultados a música (não o vídeo) publicada por algum DJ
  3. Clique na data, abaixo do nome, como em "Jul 24, 2011 at 4:24 pm"
  4. Copie o número após a palavra "blip" na url do browser, como em "http://blip.fm/profile/HorseShitWally/blip/71140860/Austin+Powers%E2%80%93BBC" (o número é 71140860)
  5. Para obter o MP3, cole o número no final da seguinte url : "http://api.blip.fm/blip/getById.xml?id=" (o resultado será "http://api.blip.fm/blip/getById.xml?id=71140860")
  6. No xml resultante, sob a sequência BlipApiResponse, result, collection, Blip, url, encontrará algo como "http://dl.dropbox.com/u/9443953/Austin Powers - BBC - eclec.mp3" (link para o MP3 da música)
Ciao!

sábado, 13 de agosto de 2011

Cajon

Ciao!

Aos 32 anos de idade, comecei a estudar bateria na Artemúsica. Meu professor, o Sérgio Conforti, já naquele tempo (2003, 2004), iniciava as atividades do Tambor Carioca, um grupo de percussão que hoje faz shows e tem oficina própria. Logo me enturmei com o pessoal e comecei a mostrar habilidade na percussão. Quando o percussionista Marcos Zamma levou o curso "Toques de Tambor" para a escola, não pensei duas vezes e me inscrevi e, ao final do curso, que durou 4 meses, eu já fazia parte, como percussionista, da banda que acompanhava a cantora Patrícia Mauro. Fizemos shows em Ipanema e gravamos algumas faixas de seu disco em um estúdio no Humaitá.

Naquela época com o Zamma, fui apresentado ao Cajon, intrumento de percussão feito de madeira, que ele tocava e também fabricava. Desde então, fiquei fascinado e, seguindo os passos do mestre, também passei a tocar e fabricar o instrumento. Antes, comprei um na Maracatu Brasil, feito pelo Tião e, depois, passei a fazer os meus próprios. Um destes, dei de presente para a Artemúsica.

Há mais ou menos duas semanas, nas aulas de marcenaria, apresentei à professora Norma o instrumento juntamente com um projeto para desenvolvermos na oficina, aplicando as técnicas de esquadrejar, folhear e marchetar. O material utilizado foi compensado e sobras de laminado de Angelim. Então, com vocês, o passo a passo até chegarmos ao final:

 O primeiro passo foi folhear a parte traseira para, então, fazer o furo por onde sai o som.

Em seguida, utilizando técnicas de esquadrejamento, foi montada a caixa com a estrutura reforçada por parafusos que, depois, seriam cobertos pelas folhas de laminado de madeira.

Aqui, um exemplo da aplicação das folhas de laminado de Angelim. 
No tampo, foram utilizados retalhos para a aplicação dos laminados em direções opostas, para dar a sensação de movimento.

Objeto pronto, visto por trás ...
... e pela frente (as fitas serviram para proteger o laminado quando da furação do tampo).

Aplicação de verinz fosco e incolor, para proteção da madeira.

Acabamento final em cera de abelha e carnaúba, aqui visto pela parte traseira ...
... e aqui, pela parte dianteira.

Este projeto foi inspirado em um Cajon que eu já possuía (aquele, fabricado pelo Tião da Maracatu Brasil).

Pronto, agora é só levar um som!

Ciao!


sexta-feira, 29 de julho de 2011

Jukebox

Ciao!

A página é feia, mas a idéia é sensacional : uma jukebox com as músicas que tocavam no rádio em determinado ano. Infelizmente, a usabilidade não é grandes coisas e, para escolher o ano, é preciso escrevê-lo na url.
Exemplo (1970, o que tocava no ano em que nasci):
http://upchucky.org/JukeCity/1970/OldJukes/player.htm

Vale a nostalgia!

Ciao!

Santos x Flamengo

Ciao!

Todos sabem que sou rubronegro de coração. E quando eu digo "de coração", não estou falando somente da paixão, mas também do órgão vital! Não dá pra ser rubronegro e ter coração fraco. Meu pai foi quem me levou pela primeira vez ao Maraca e, garoto, na época de Zico e Cia., não havia como não brotar um amor incondicional ao Mengão. Mas hoje em dia ele não assiste mais aos jogos, é muita emoção para um coração cansado (no bom sentido) de tantas glórias, tantos "Ai, Jesus" nos Fla-Flus da vida. Eu, então, virei um tipo de "correspondente especial", sempre ligando pra ele do Maraca ou do bar, noticiando mais uma vitória, ou até mesmo informando as parciais via SMS.

Na quarta-feira, fui tomar um chopp com dois amigos, um deles tricolor e, depois de pedirmos a conta, entramos em um táxi e... gol do Santos. Claro que já começaram as gozações  do tricolor... Cheguei em casa e comentei com minha esposa, rubro-negra roxa (porque acho que se cruzar vermelho e preto dá roxo), que já estava 1x0 pro peixe, e ela respondeu : não, amor, está 2x0. Enfim, troquei de roupa e me sentei para assistir ao jogo, ou melhor, ao terceiro gol do Santos. Via SMS, as gozações  do tricolor continuavam... Confesso que o iminente vexame, já previamente alardeado pelos pessimistas de plantão, começava a se tornar realidade.

Mas é nessa hora que é bom ser Flamengo. Só o Mengão poderia encarar aquele obstáculo com a serenidade que só o desespero proporciona. E lá fomos nós, atrás no placar, mostrar aos meninos da vila que Flamengo é Flamengo!

Ao término, enviei um SMS, para o tricolor primeiro, pra devolver as gozaçoes com o prazer de quem ri por último e, depois, para o meu pai, informando que eu sabia que ele não devia ter visto, mas que o nosso Mengão Fuderosão das Galáxias acabava de fritar o peixe em uma emocionante peleja, talvez a mais emocionante que eu me lembre nos últimos tempos, por um placar digno de uma partida de futebol como todas deveriam ser : 5 x 4. Logo depois, veio a resposta : meu filho, se eu tivesse assistido, não estaria aqui para te responder a este SMS! A resposta do tricolor nunca chegou...

Então, em homenagem ao meu Mengão, finalizo este post, não com palavras, mas com uma imagem. Uma imagem que vale mais que mil palavras!



Ciao!

Livros II

Ciao!

Que o Carpinejar não brigue comigo, mas dois livros furaram a fila do seu último, Borralheiro. A biografia do Lobão "50 Anos a Mil" que estou lendo agora (9º livro que estou lendo este ano, e parece ser ótimo) e "Toupeira : A História do Assalto ao Banco Central de Fortaleza".

Não é 100% a realidade dos fatos, porque nem tudo foi desvendado, mas é baseado em fatos reais e conta com a licença poética para o autor imaginar aquilo sobre o qual não foi possível conhecer a verdade. Narrativa eletrizante de Roger Franchini, ex-policial civil de São Paulo, advogado e autor de um dos mais antigos blogs policiais brasileiros, o Cultcoolfreak, que se debruçou sobre as fontes disponíveis para trazer ao público uma história fantástica de um roubo cinematográfico. Vale a pena conferir!

Ciao!

sábado, 23 de julho de 2011

O Banco

Ciao!

É com imenso prazer que divido com vocês a alegria de ter concebido e concluído meu primeiro projeto de marcenaria, fruto do Curso de Marcenaria e Design de Mobiliário, que fiz com a professora Norma Correa, agora uma grande amiga!

O conceito do banco era fazê-lo em formato de rolha de champagne, mas já me disseram que ele mais parece um cogumelo. Então, vai se chamar Banco da Norminha, em homenagem à mestra!

Foram 4 meses de trabalho duro, mas sobremaneira prazeroso. Como eu sempre digo, "No final, tudo dá certo e, se não deu certo, é porque ainda não chegou no final!". Então, com vocês, o passo a passo até chegarmos ao final:

Aqui, começaram os cortes da madeira em discos, formando a base.


Agora, os discos da base e do tampo terminados, e todas as peças cavilhadas.


Então, começou o trabalho de desbaste com a utilização da grosa, para uniformizar a peça.


O resultado seria este ...
... e depois este.


Aqui, a base finalizando ...


...e o início do mesmo trabalho no tampo.


 Finalizado o trabalho de desbaste, as peças descansam, aqui separadas ...
...e aqui juntas.


Para o banco não ficar muito pesado, foi vazado na base e no tampo, removendo-se parte da madeira e, por conseguinte, do peso.


O Banco finalizado, pronto para o acabamento.


Aplicação de seladora.


Aplicação de verniz.


Colagem das partes.


Aplicação de cera.


Resultado final, trabalho pronto, marceneiro e professora realizados! Já é o xodó lá de casa! É isso aí! 

Ciao!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Livros

Ciao!


Nos seis primeiros meses do ano, li seis livros. Pretendo manter a média e já estou concluindo o sétimo. Como tudo aqui no blog, a idéia é compartilhar! Então, segue um breve resumo do que tenho andado lendo:

FEIOS (e PERFEITOS e ESPECIAIS)
Entrei em uma livraria e, como de costume, fiquei passeando ao redor das estantes, um dos programas que mais curto. De repente, lá estava um livro com um título inusitado : FEIOS! 
Na capa, alguns comentários sobre as críticas do New York Times. Eu sou a contradição literal de não julgar um livro pela capa. Adoro capas de livros, gostei desta e comprei. Falava sobre um mundo onde todos eram belos e, quando todos são belos, niguém é belo. Achei o conceito interessante mas, quando li, vi que não era bem exatamente o que eu havia entendido de primeira. De qualquer modo, a história é ótima, e "caí dentro"! Me aproximando da final do livro, percebo que a história está longe de ser concluída. Viro a última página e, só então, reparo que há uma continuação. Pesquiso um pouco mais e descubro que, na verdade, há mais dois volumes : PERFEITOS e ESPECIAIS. 
É uma história de fantasia, aventura, e Scott Westerfeld escreve muito bem, devorei os dois volumes seguintes no mesmo tempo que levei para ler o primeiro. Ele é também autor de Tão ontem, mas este ainda não li. A série Feios (Uglies) é best seller do New York Times e será levada para as telas de cinema.

ELOGIO DA MENTIRA
Livro escrito pela autora brasileira Patrícia Melo, um romance policial onde o escritor José Guber, solteiro, se envolve com a bióloga Fúlvia Melissa, casada, especialista em cobras.
Trama muito bem escrita e amarrada, é um excelente livro desta escritora e também roteirista de cinema. Dentre outros de seus trabalhos, estão os roteiros de O Homem do Ano (2003), Traição (1998), Bufo & Spallanzani (2001) e O Xangô de Baker Street (2001).

HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE
Li todos os livros da série, é impressionante imaginar que a autora pensou em toda a história em apenas um único momento e, então, colocou-a em papel, como se a história tivesse se escrito sozinha.
Como em todos os livros da série, o amor e a amizade são elementos-chave para a trama. Em Harry Potter e as Relíquias da Morte, J. K. Rowling leva o leitor por uma trilha de suspense, com sustos ininterruptos até a última página, quando entrega, por completo, toda a verdade e conclui os passos de herói de Harry Potter na maior saga bruxa de todos os tempos.

A BATALHA DO APOCALIPSE
Este livro me fez sentir saudades da minha mãe. Se viva, ela iria adorar a história, rica em detalhes e com um personagem que não tem como não se apaixonar, o Querubim Ablon, anjo renegado.
Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedon, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heróicas, magia, romance e suspense.

CAMINHOS DA LEI
Sete histórias sobre tribunais e julgamentos, contadas com suspense e ironia e construídas com personagens cheios de humanidade marcam a estreia de John Grisham na narrativa curta.
Em Caminhos da Lei, o autor retorna ao interior do Mississippi, local que serviu de cenário para o seu primeiro sucesso, "Tempo de Matar", para mostrar o confronto entre o conservadorismo da vida mediana e sentimentos como a ambição, o ciúme e o tédio, em dramas nada banais. O livro marca também a estreia de
novo projeto gráfico para a obra de Grisham. Até o final de 2011, outros quatro livros do autor chegam às livrarias em nova edição.
Assim como Stephen King criou (e destruiu) a sua Castle Rock, John Grisham e sua Clanton entram no rol de grandes cidades literárias e é um dos maiores atrativos deste livro.

Agora, que venham os próximos. Já estou namorando o mais novo lançamento de um dos meus autores prediletos, Fabrício Carpinejar : Borralheiro - Minha Viagem Pela Casa

Ciao!

Mostra de Antiguidade e Gastronomia

Ciao!

Neste Sábado (16/7) tem!
Os antiquários e donos de restaurantes da Rua do Lavradio já se reuniram para a segunda edição da MOSTRA DE ANTIGUIDADE E GASTRONOMIA do Quarteirão Cultural, nesse sábado, dia 16, veja só. 


Ciao!

domingo, 10 de julho de 2011

Fotografia

Ciao!

Amigos, é com grande prazer que venho divulgar neste espaço o Curso Prático de Fotografia de um grande amigo, o fotógrafo Bruno Poppe, profissional de talento impressionante e com trabalhos de qualidade irretocável. Em uma de suas mais recentes aventuras, realizou uma viagem à Índia, onde documentou 12 cidades ao longo de 40 dias.

A primeira turma terá início nesta próxima sexta-feira, 15/07, às 20:00. Segue a ementa :

AULA 1 (teórica – 2 horas) sexta
Apresentação do curso
O olhar fotográfico dos grandes mestres
Tipos de câmera e seus componentes - SLR, diafragma e obturador

AULA 2 (teórica/prática – 3 horas) Saída para o Jardim Botânico sábado
Diafragma, obturador e fotômetro
Tipos de fotômetro
Luz incidente e luz refletida
Cartão cinza

AULA 3 (teórica – 2 horas) sexta
ISO/ ASA (granulação)
Objetivas, suas caracterísicas e o foco (Grande angular, normal e tele)
Análise das fotos da última saída

AULA 4 (prática – 3 horas) Saída para o Instituto Moreira Sales sábado
Uso da combinação do que já foi exposto: diafragma, obturador, fotômetro, ISO e objetivas
Possibilidade de visita guiada à exposição permanente do Instituto Moreira Sales

AULA 5 (téorica – 2 horas) sexta
Composição e planos
Análise das fotos da última saída

AULA 6 (prática – 3 horas) – Parque Laje - sábado
Uso da combinação do que já foi exposto: diafragma, obturador, fotômetro, ISO, objetivas, composição e planos

AULA 7 (teórica – 2 horas) sexta
Natureza da luz e white balance

AULA 8 ( prática – 3 horas) - a definir - sábado
Uso da combinação do que já foi exposto: diafragma, obturador, fotômetro, ISO, objetivas, composição e
natureza da luz.

AULA 9 (teórica – 2 horas) sexta
Mega pixels e arquivos RAW, JPG, Tiff
Análise das fotos da última saída

AULA 10 (prática – 3 horas) - in door - sábado
O photoshop e softwares de edição


DURAÇÃO: 10 DIAS (5 SEMANAS), TOTAL DE 25 HORAS
MÁXIMO DE 5 ALUNOS POR CURSO
INVESTIMENTO: 550, (55,00/aula)
contatos : brunopoppe@globo.com



Ciao!

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Reforma Geral

Ciao!

A partir de hoje, a barrinha de músicas (na parte de cima do blog) passa a dar lugar a um menu de páginas, e a página Som vai ter uma set list de primeira! 

A solução veio a partir de um script do Yahoo que implementa uma barra com um Audio Player no rodapé da página. A barra fica escondida, apenas com uma pequena aba aparente, e surge quando esta aba é clicada. Segue um exemplo de código:

<script script="" src="http://mediaplayer.yahoo.com/js" type="text/javascript">
</script>
<a href="http://www.groundcontrolmag.com/music/The_Stranglers-Peaches.mp3" target="_blank">Peaches by The Stranglers</a>
<a href="http://zedequalszee.files.wordpress.com/2008/12/11-im-shipping-up-to-boston.mp3" target="_blank">I'm Shipping Up To Boston by Dropkick Murphys</a>

Ciao!

It's raining cats and dogs ... and fishes!!

Ciao!

A expressão que dá o título ao post , ou parte dela, em inglês, equivale ao nosso "está chovendo canivetes" ou algo que o valha. It's raining cats and dogs! As casas antigamente não tinham forro nos telhados e os cães e gatos dormiam nas vigas de madeira, onde era mais quente e confortável, mas quando chovia muito, as goteiras faziam os bichos saírem do esconderijo, daí a idéia de estar chovendo cães e gatos.

E por que peixes? Ontem, saí no terraço e me deparei com um peixe! Um peixe no chão! Quero crer que não foi o meu vizinho que jogou um peixe por cima do muro, então, só dá para concluir que uma gaivota descuidada deixou cair a guloseima do bico. Imagine a cena : eu, pegando sol, me cai um peixe no meio da cara... Credo!

Ciao!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Design (II)

Ciao!


Começa agora em 04 de Junho a próxima turma do curso Design & Marcenaria Aplicada ao Mobiliário, no Ateliê Belmonte, do Arquiteto Luciano Cavalcanti.

As aulas acontecem na Rua do Lavradio, n. 34, Lapa, Rio de Janeiro, RJ.
Informações e inscrições pelo e-mail: conversandosobredesign@gmail.com,
ou pelo telefone móvel: (21 ) 81545452
Confira, aproveite, divirta-se.


MUSICA E MADEIRA - DUAS PAIXÕES

Ciao!

Design (I)

Ciao!

A criatividade me fascina. Para mim, o verdadeiro inventor é um ser criativo, que busca inovar sobre tudo o que existe, ou criar quando o tudo não existe. E quando algo possui design, para mim, esta é a expressão mais viva daquilo que une o útil ao agradável. Útil à aplicação, agradável aos olhos.

Mas a criação pode ser exclusiva, original, autoral, pessoal, ou pode ser influenciada, inspirada, até reproduzida. Quando estiver apreciando uma obra, você poderá estar apenas absorvendo sua imagem, seu conceito, mas sem dúvida esta também exercerá algum tipo de influência que, posteriormente, transformar-se-á em criação, adaptação.

Agora, naveguemos e vivamos, pois navegar é preciso e viver também!
Design que inspira :


Ciao!

segunda-feira, 28 de março de 2011

A Desorganização do Espetáculo (ou O Espetáculo da Desorganização)

Ciao!

Neste fim-de-semana no Rio de Janeiro, aconteceu (ou quase) o show da banda inglesa Iron Maiden, uma das bandas de rock que mais aprecio e, até para quem não curte, dispensa apresentações.

Logicamente não compareci ao show, pois a cada dia estão ficando mais caros e desorganizados estes eventos e, no final, você fica com uma sensação que é um misto de prazer e indignação. Não tenho mais idade nem paciência para isto, mas tenho um amigo que não perde um show do Iron e, em homenagem à sua disposição de enfrentar todo o perrengue inerente a um evento carioca desta natureza, transcrevo abaixo alguns trechos de seu relato :

"...  não sei nem por onde começar, nunca vi tanta falta de organização, que absurdo, tudo errado!!! Lá fora, o maior tumulto que eu já vi na vida, uma fila quilométrica e um  bololô  dos infernos..."

"... e aqueles currais sem fim? Pessoas quase morrendo espremidas acabaram derrubando tudo e invadindo o terreno. O mais engraçado é que, depois que derrubaram os currais, não teve tumulto nenhum, ou seja, o problema não é o povo, mas os organizadores ..."

"... a pista premium, cujo ingresso é o dobro do valor da pista normal, não tem fila separada. Você paga o dobro e fica na mesma fila, mesmos banheiros... e, lá dentro, a premium representa quase 3/4 do espaço total, ou seja, a premium não tem nada de premium, ela é a pista comum, a comum é que deveria ter outro nome, tipo  pista lixo,  porque é um espacinho láááááááá atrás..."

"... fila pro estacionamento (R$20), fila pra entrar no terreno, fila pra entrar na arena, fila pra ir ao banheiro, fila pra comprar ficha pro bar,  bololô  no bar, água mineral a CINCO reais, fatia de pizza a DEZ reais..."

"... o lugar é hermeticamente fechado, não tem uma abertura pra respirar, o ar condicionado obviamente não dá vazão, antes do show  começar  eu pensei: se der uma confusão aqui, muita gente vai se machucar ..."

"... dois amigos, que estavam no camarote, disseram que a pista premium estava completamente lotada e, segundo eles, parecia uma maré, uma massa de gente indo pra frente e pra trás até... cair a grade ..."

"...o que eu vi foi MUITA GENTE desesperada porque tinha vindo de outros estados e voltaria pra casa após o show ..."



Que venham a Copa e as Olimpíadas!
Ciao!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Blip #500 e HTML5

Ciao!

Seis meses se passaram e, com uma média de mais de 80 publicações musicais por mês, cheguei à de número 500!! Neste pouco tempo, ouvi muito mais do que isso, o que, para mim, não tem preço. Música faz bem, e de formas variadas. Faz bem a quem ouve, a quem toca, a quem compõe, a quem ensina, a quem executa, a quem dança, a quem escreve sobre, e a quem apresenta, o que, aliás, é um prazer imenso: apresentar uma música a alguém que não a conhecia, às vezes só a música, às vezes a banda ou até mesmo, o estilo. 

A idéia da rádio pfuuuuucci evoluiu para algo bem maior do que o o meu conceito original, o que é ótimo, mas dá mais trabalho. Acho que ainda levará um tempo para surgir algo que reúna todo o necessário em uma única ferramenta. 

O feedback do Blip.Fm é o melhor deste site, mas seu acervo não é tão rico e, não raro, só é possível encontrar vídeos. É preciso garimpar para montar uma boa playlist. Em compensação, a fonte de influências de outros djs é praticamente inesgotável. Acompanho um número razoável de rádios e já sou acompanhado por mais de 60 ouvintes. Este feedback é um p... incentivo!

No GrooveShark, é o oposto : não há uma boa dinâmica de feedback (ou ainda não aprendi a usar), mas o acervo é excelente! A maioria das pessoas que conheço e que ouvem GrooveShark, o fazem em sua própria playlist. Com relação ao Blip.Fm, acontece exatamente o contrário, ou seja, a maioria escuta as rádios dos djs que acompanham. São, no meu ver, propósitos diferentes. Se o Blip.Fm tivesse o acervo do GrooveShark, faltaria apenas um detalhe para ficar perfeito. E é ai que entra o StereoMood.

O StereoMood é, também, outra praia, outra idéia. Lá, o relevante é a classificação das músicas postadas em relação às sensações dispostas na página inicial e que, quando selecionadas, nos levam a playlists prontas, de vários djs em conjunto, com músicas que remetem à sensação escolhida. O acervo é razoável, parecido com o do Blip.Fm. Mas não é este, não, o detalhe que existe no StereoMood que falta ao Blip.Fm. Chegou a hora de falar do HTML5.

A maioria dos sites como o Blip.Fm, o StereoMood e o GrooveShark, funciona à base de Adobe Flash. Até aí, nada demais, afinal, o Flash é gratuito e roda em qualquer browser (menos no Safari do iPhone, por questões de incompatibilidade com o aparelho). O HTML5, no entanto, é coisa nova e ainda não funciona em todos os browsers, mas já funciona no Safari, inclusive no iPhone. 

Eis o detalhe : o StereoMood largou na frente e adaptou seu site ao HTML5, apostando na plataforma iPod Touch / iPhone / iPad. Agora, sem a necessidade de um BoomBox, é possível montar uma rádio e, com o iPhone, ouví-la em qualquer lugar. Agora, mãos à obra para montar uma nova playlist por lá!


RÁDIO PFUUUUUCCI BLIP #500 - ESTÁ GRAVADA NA PELE

Ciao!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

A Presidenta

Ciao!

Recebi um e-mail de um amigo que mora em Lisboa, me contando que a Dilma Roussef e seus sequazes estão matando de vergonha os brazucas que lá vivem, ao veicularem aos quatro cantos o título de Primeira "Presidenta" do Brasil.

Segue o trecho, muito bom :

"...Presidenta! Mas, afinal, que palavra é essa totalmente inexistente em nossa língua? Bem, vejamos:

No português existem os particípios ativos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, de cantar é cantante, de existir é existente, de mendicar é mendicante.

Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade. Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte.

Portanto, a pessoa que preside é PRESIDENTE, e não "presidenta", independentemente do sexo que tenha. Se diz capela ardente, e não capela "ardenta"; estudante, e não "estudanta"; adolescente, e não "adolescenta"; paciente, e não "pacienta".

Um bom exemplo seria:

A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta..."

Tenham uma ótima semana, e olho no portuga!
Ciao!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Dicionário sempre à mão

Ciao!

Não consigo escrever um texto sem verificar a correta grafia das palavras. Às vezes, sem avexamento algum, procuro no dicionário até mesmo as palavras mais simples, para evitar a gafe de confiar demais no taco e redigir alguma bobagem.

Onde trabalho, instalaram um dicionário tão prático que, esteja onde estiver, basta clicar com o botão direito do mouse na palavra ou expressão, juntamente com a tecla CTRL, e já surge uma telinha com o significado. Viciei. Mas seu conteúdo não é muito bom, tanto que, na maioria das vezes, o aplicativo sugere a busca na web. A idéia é ótima, o produto nem tanto. Mas o suficiente para me criar o hábito de ter um dicionário à mão sempre que for preciso.

Em uma destas buscas na web, encontrei o Dicio, com dois detalhes que me chamaram a atenção, além do conteúdo mais completo : uma lista de palavras que rimam com o verbete pesquisado, e um widget para colocar no blog. Excelente!

Ciao!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Comprador Compulsivo Online

Ciao!

Acredito que Engenharia Social seja uma das áreas de conhecimento mais interessantes que existem no momento, pois vivemos uma grande mudança de valores e de comportamento.

Com o advento da web, pessoas passaram de meros consumidores a compradores compulsivos, já que não era mais necessário ir a um shopping ou enfrentar toda a correria das compras. Isto sem mencionar a questão da segurança (uma vez vencido o medo de comprar online com cartão de crédito) e dos preços (alguns muito mais em conta na web) e, ainda, as pesquisas comparativas de fácil acesso e a confiabilidade das lojas com avaliações realizadas pelos próprios clientes.

Engana-se, no entanto, quem achou que a introdução sobre Engenharia Social tinha relação com o parágrafo acima. Não, na verdade refiro-me ao movimento alucinante de sites de compras coletivas quem estão surgindo e abocanhando o mercado. Por um lado, teremos a democratização dos preços. Por outro, a compra pelo desejo ou pelo impulso, e não pela necessidade. É aquela história : "não sei se preciso disto, mas está tão baratinho..."

De fato, são oportunidades de comprar produtos mais em conta, mas deve-se avaliar com cautela a real necessidade. Não obstante todas as vantagens que podemos identificar nas compras coletivas, os e-mails diários recebidos com as "ofertas do dia" podem vir a ser tão chatos quanto aquele vendedor que tenta te empurrar uma bermuda, um tênis e um boné, quando você queria apenas uma camiseta.

Agora há pouco, recebi uma promoção de um vôo panorâmico pela Cidade do Rio de Janeiro, de R$ 1000,00 por R$ 500,00, metade do preço. O passeio valia para quatro pessoas, então, fiz as contas rapidamente e já estava me preparando para combinar com outros 3 amigos quando me deparei com o seguinte pensamento : andei de helicóptero a primeira e última vez na vida, por pura necessidade, e jurei que jamais o faria novamente...

Então, desisti da idéia, mas resolvi escrever aqui porque fiquei impressionado de ver como fui capaz de desejar até mesmo aquilo que eu já havia abominado. Credo!

Ciao!

PS.: Hoje tem SUBLIME na rádio pfuuuuucci, mais tarde, seleção da boa!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Web Radios 2011 - Parte I

Ciao!

Hoje é só uma passadinha rápida, para o registro.
Fiquei bem uns 15 dias sem blipar, com as festas de final de ano e a gripe. Hoje dei uma passada lá e voltei à ativa, já conferindo uma beleza blipada pelo meu amigo Rodrigo Valadares, o RCV:

Antes de blipá-la, no entanto, fui verificar na minha playlist se já estava lá. Acabei topando com uma música do Sublime e, quando fui tocar, ela estava indisponível. O player já passa automaticamente para a próxima e, então ... nada, mais uma e ... nada e, finalmente, chegou na última do Sublime na lista e executou. Pois é : as músicas "morrem", de vez em quando tem que ir lá, tocar algumas e, se for o caso, substituí-las... Amanhã, vou fazer isso com o Sublime, então, para quem gosta, vai ter uma seleção das boas por aqui.

Continuo achando o conceito do Blip.Fm sensacional, mas também continuo na busca por novidades na web. A última que conheci foi o GrooveShark.com . Parece um player desktop, também tem o conceito de rádio e as músicas são de excelente qualidade e de fácil acesso. Ainda não me aprofundei, mas cada vez mais me convenço de que em breve cada um vai ter a sua "personal web radio online".

Ciao!