quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O Monza

Ciao!
Hoje, reservei o espaço para um amigo, o Marcelo Loutfi. Espero que gostem!

"São 23:00, saio para jantar com uma amiga. Agora estamos em uma pizzaria pertinho da minha casa. Na volta, dou uma passadinha na rua ao lado para dar um apoio moral ao meu Monza que, amanhã, será avaliado na vistoria anual do DETRAN.

Aproximo-me do Monza, ele me fita e eu retribuo. Vejo uma luminosidade estranha em sua lateral...

O Monza agoniza, está com o vidro do motorista quebrado, os cacos como serpentina nos bancos da frente, fios coloridos como bandeirolas a enfeitar a parte de baixo do volante, porta-luvas revirado, maltratado... O Monza chora calado.

Eu não porto, neste momento, a carta de motorista, tampouco o documento do carro. Sou guiado pela ânsia de levá-lo a um lugar seguro, bem distante dos abutres que já sentem cheiro de gasolina. Cuidadosamente, retiro o Monza do local, ele ainda está tonto, não responde bem aos meus comandos... A embreagem, o acelerador, o freio, nada funciona como deveria, neste momento parece que estou dirigindo outro veículo. Termino por levá-lo para a garagem da minha antiga residência.

O Monza tem seqüelas que ficarão para sempre, está traumatizado pois resistiu bravamente às investidas dos ladrões que o torturaram com requintes de crueldade, tentaram a todo custo descobrir seu segredo, utilizaram-se de técnicas medievais de tortura!

Mas o Monza resistiu. Não se ouviu um decibel sequer de seu potente motor. Não se viu uma faísca, um sinal de corrente elétrica, nada que pudesse levar os ladrões a crer que teriam alguma chance em abduzí-lo. O nosso herói lutou contra todas as leis da física, contra forças sobrenaturais e permaneceu estóico, incrivelmente inerte.

Amanhã será o grande dia e, pasmem, o Monza vai encarar mais este desafio com a mesma dignidade e postura de sempre, como se quisesse deixar a seguinte mensagem:
Sou idoso,
sou antigo,
não tenho alarme,
não tenho apito,
bebo mais que meu dono,
quem tentar me roubar terá o meu desprezo,
pois só meu dono tem o meu segredo ...

Por Marcelo S. Loutfi"


É isso aí, pessoal! Feliz 2011!
Ciao!

Nenhum comentário: