quinta-feira, 19 de junho de 2008

Concordância

Ciao!

Comecei a semana com vontade de escrever sobre a origem das palavras, várias palavras que repetimos diariamente e sequer damos valor à origem das mesmas. Isso é tão importante que, às vezes, quando não sabemos o significado de um determinado verbete , invariavelmente, por sua semelhança com outros que já conhecemos, acabamos por fazer idéia do seu significado.

É o exemplo de palavras como vilipendiar (tornar vil), misantropo (oposto de filantropo), etc.

Mas vou deixar este tema na prateleira, por um tempo, porque hoje me chamou à atenção uma palavra sobre a qual eu gostaria de falar, mas não por sua origem e, sim, por seu significado... A palavra é concordância!

Não existe concordância verbal e concordância nominal? Concordâncias de gênero, número e grau? Então, que tal falarmos da concordância fraternal?

Não podemos ter sempre a mesma opinião, nem sempre é possível gostar das mesmas coisas, mas é fundamental concordar com o outro, em respeito às individualidades de cada um, seus valores. Suas idiossincrasias. Suas histórias de vida!

Deixo aqui meu desejo por um mundo com mais concordância.

Ciao!

Nenhum comentário: